you do it so good, you fuck my mind
“Acabou. Não houveram lágrimas, só arrependimentos pela perda de tempo. Acabou como sempre acabam as histórias, nenhuma linha foi mudada. Daqui há uns dias, sentirei sua falta; Então será um choque acordar de manhã, tocar a superfície da cama e não encontrar você, finalmente as lágrimas aparecerão e tudo parecerá desesperador demais para suportar. Todas as músicas no rádio me lembrarão você, como se houvesse uma conspiração do mundo, só porque eu não te teria mais. Cada dia será como uma luta de sobrevivência contra mim mesma, devo agarrar-me as memórias ou deixá-las de lado? Não haveria espaço para ocupar-me com outros assuntos banais, você estaria presente em cada mísero pensamento solto que eu tiver.  Com o passar do tempo, se farão meses de sua partida; Começarei a escrever cartas e poemas que jamais serão entregues. Passarei noites pensando no que poderíamos ter feito diferente, se aquela viagem não era mesmo importante, ou aquela ida á sua casa para conhecer seus pais não foi um erro. Ao ouvir seu nome, respirarei fundo como se não houvesse mais ar em meus pulmões, procurarei em outros lábios o mesmo beijo, mas nenhum deles terá o mesmo gosto… Aquele gosto de bala de framboesa que eu odiava, mas que era sua marca registrada. Pois bem, mais outros meses correrão depressa e teu semblante me trará vagas lembranças do que se foi, mas meu coração não palpitará ao nos cruzarmos na rua, olharei diretamente em seus olhos e aquele brilho de antes haverá se apagado, nos esbarraremos sem intenção, porém nada disso significará para ambos. Voltaremos para casa como se esse encontro não nos comovesse nenhum pouco, e realmente não nos comoverá. Amores não são eternos? Ou pelo menos não era isso que nos contavam? Levamos essa culpa para casa, achando que deveria durar para sempre, achando que algo de errado fizemos. Amor não deixa de ser amor, por mais surrado que ele seja. Podemos colocá-lo na gaveta e adormecê-lo ali mesmo, ou então guardá-lo da geladeira para congelá-lo fazendo com que permaneça da mesma forma por um longo tempo. Qualquer forma absurda de preservá-lo enquanto possível, só para não deixar de ser amor.” (breakin-g)

Acabou. Não houveram lágrimas, só arrependimentos pela perda de tempo. Acabou como sempre acabam as histórias, nenhuma linha foi mudada. Daqui há uns dias, sentirei sua falta; Então será um choque acordar de manhã, tocar a superfície da cama e não encontrar você, finalmente as lágrimas aparecerão e tudo parecerá desesperador demais para suportar. Todas as músicas no rádio me lembrarão você, como se houvesse uma conspiração do mundo, só porque eu não te teria mais. Cada dia será como uma luta de sobrevivência contra mim mesma, devo agarrar-me as memórias ou deixá-las de lado? Não haveria espaço para ocupar-me com outros assuntos banais, você estaria presente em cada mísero pensamento solto que eu tiver.  Com o passar do tempo, se farão meses de sua partida; Começarei a escrever cartas e poemas que jamais serão entregues. Passarei noites pensando no que poderíamos ter feito diferente, se aquela viagem não era mesmo importante, ou aquela ida á sua casa para conhecer seus pais não foi um erro. Ao ouvir seu nome, respirarei fundo como se não houvesse mais ar em meus pulmões, procurarei em outros lábios o mesmo beijo, mas nenhum deles terá o mesmo gosto… Aquele gosto de bala de framboesa que eu odiava, mas que era sua marca registrada. Pois bem, mais outros meses correrão depressa e teu semblante me trará vagas lembranças do que se foi, mas meu coração não palpitará ao nos cruzarmos na rua, olharei diretamente em seus olhos e aquele brilho de antes haverá se apagado, nos esbarraremos sem intenção, porém nada disso significará para ambos. Voltaremos para casa como se esse encontro não nos comovesse nenhum pouco, e realmente não nos comoverá. Amores não são eternos? Ou pelo menos não era isso que nos contavam? Levamos essa culpa para casa, achando que deveria durar para sempre, achando que algo de errado fizemos. Amor não deixa de ser amor, por mais surrado que ele seja. Podemos colocá-lo na gaveta e adormecê-lo ali mesmo, ou então guardá-lo da geladeira para congelá-lo fazendo com que permaneça da mesma forma por um longo tempo. Qualquer forma absurda de preservá-lo enquanto possível, só para não deixar de ser amor. (breakin-g)

150 notes

19th March 2012 @ 02:03pm

#eu curti #rs #finalmente #kk #kmheart #leiammm!! #sério

  1. loveubetter reblogged this from ador4vel--psicose
  2. a-utopsia reblogged this from abstinenc-e
  3. insulto reblogged this from umamentesimples
  4. umamentesimples reblogged this from abstinenc-e and added:
    “Acabou. Não houveram lágrimas, só arrependimentos pela perda de tempo. Acabou como sempre acabam as histórias, nenhuma...
  5. a-dama-desgovernada reblogged this from exaurid-a
  6. ansia-r reblogged this from strayedd
  7. relatos-ocultos reblogged this from strayedd
  8. mundo-doente reblogged this from strayedd
  9. strayedd reblogged this from abstinenc-e
  10. letsgoshake reblogged this from exaurid-a
  11. exaurid-a reblogged this from abstinenc-e
  12. rchardgansey reblogged this from abstinenc-e
  13. abstinenc-e reblogged this from abstinenc-e
  14. parlezcoeur reblogged this from abstinenc-e and added:
    “Acabou. Não houveram lágrimas, só arrependimentos pela perda de tempo. Acabou como sempre acabam as histórias, nenhuma...
  15. d-re-am-er reblogged this from ador4vel--psicose
  16. ador4vel--psicose reblogged this from ador4vel--psicose
  17. recomponha reblogged this from quase1-anj0
  18. quase1-anj0 reblogged this from n-oproblem
  19. lets-be-child reblogged this from n-oproblem
  20. amor-com-amor reblogged this from bbegin
  21. estantedecristal reblogged this from ador4vel--psicose
  22. tareddd reblogged this from f-uckss
  23. bbegin reblogged this from abstinenc-e
  24. f-uckss reblogged this from abstinenc-e
  25. garotamelancolica reblogged this from sinuosos
  26. rafsq reblogged this from sinuosos
  27. sinuosos reblogged this from abstinenc-e
  28. seduzzz reblogged this from abstinenc-e
  29. sintomuitoporvocesentirtaopouco reblogged this from abstinenc-e
  30. lettres-a-ange reblogged this from raparigando
  31. raparigando reblogged this from r-egression
  32. d-esconfiar reblogged this from regenerada
  33. duudaamachado reblogged this from a-marga
  34. confusion-in-thinking reblogged this from euamomeufonedeouvido
  35. euamomeufonedeouvido reblogged this from a-marga
  36. a-marga reblogged this from regenerada